Como superar uma separação?

Saiba os cinco passos para superar uma separação de maneira mais rápida

Como superar uma separação?
Como superar uma separação?

O divórcio é um momento delicado na vida de qualquer família. Portanto, é sempre bom lembrar que é normal sofrer, uma vez que a vida e a dinâmica familiar mudarão completamente. Por isso, é  importante buscar, além da ajuda jurídica especializada, ajuda psicológica para superar uma separação.

A cada dia que passa você tem mais certeza que seu casamento chegou ao fim? Há um tempo você vem notando todos os sinais que indicam que o melhor é pedir o divórcio? Bem, infelizmente, esse momento é muito comum na vida de muitos casais.

Assim, pensando nisso, fizemos uma lista com algumas das coisas que você precisa saber para superar uma separação:

  1. O sofrimento é normal;
  2. Sua vida irá mudar;
  3. Você precisa planejar o futuro;
  4. O melhor caminho para o divórcio é o acordo;
  5. Você precisa de um advogado.

1. É normal sofrer

A princípio, o momento do divórcio é extremamente delicado. Afinal, no momento do casamento, você fez planos e, agora, terá que abrir mão de todos eles. Além disso, existe uma grande quantidade de sentimentos envolvidos, uma vez que o fim do relacionamento nem sempre significa o fim do amor.

Ademais, especialistas afirmam que, assim como um ente querido vem à óbito, quando um relacionamento chega ao fim, passamos pelas cinco fases do luto:

  1. Fase de negação;
  2. Fase da raiva;
  3. Período da barganha;
  4. Fase da depressão;
  5. Fase da aceitação.

Portanto, é extremamente normal que você sofra por um tempo e não há motivos para se envergonhar disso. Porém, se você sentir que o sofrimento pode atrapalhar sua vida ou não conseguir ter perspectivas de um futuro sem a sua esposa, aconselhamos que busque, também, ajuda psicológica. 

2. Sua vida irá mudar para sempre

O divórcio é uma decisão sem volta com diversas consequências jurídicas e pessoais. Assim, a partir do momento em que a decisão pela separação é tomada, sua vida mudará completamente.

Portanto, não tente fazer com que as coisas continuem do jeito que estavam, porque isso dificilmente acontecerá. 

3. É preciso replanejar o futuro

Uma das consequência das mudanças que acontecerão na sua vida é a necessidade de replanejar seu futuro.

Assim, acima de tudo, você terá de avaliar sonhos e planos que tinha antes do divórcio, para saber se ainda fazem sentido, persistindo naqueles que mais importam, mas consciente de que não terá a companhia de sua ex-cônjuge.

Além disso, outras preocupações e necessidades podem surgir. Desse modo, seus planos de vida podem mudar bastante. Portanto, ache tempo para se preocupar com seu futuro e em como ele será a partir de agora.

4. É sempre melhor entrar em acordo sobre os termos do divórcio

As vantagens de um divórcio consensual são imensas. No entanto, a maior delas é o tempo e o dinheiro que você economizará caso você e sua esposa estejam de acordo com os termos do fim da relação.

Além disso, se não tiverem filhos, poderão optar pelo divórcio extrajudicial que é muito mais rápido e barato, uma vez que é realizado no cartório.

Por fim, outra grande vantagem de um divórcio consensual é que você poderá fechar este ciclo da sua vida de maneira rápida, o que pode te ajudar a superar sua separação mais rápido também.

5. Você vai precisar de um advogado

Por fim, considerando que você quer iniciar o novo capítulo da sua vida de maneira mais rápida, é interessante que você dê logo entrada no processo de divórcio.

No entanto, para isso, seja qual for o tipo de divórcio escolhido, você precisará contratar um advogado, preferencialmente especializado em direito de família. 

Além disso, lembramos que a presença de um advogado é obrigatória em todos os casos de divórcio. Portanto, não esqueça da contratação desse profissional.

Por fim, ainda assim, tem alguma dúvida sobre esse assunto ou precisa da ajuda de algum advogado? Então, entre em contato conosco e converse com a nossa equipe jurídica especializada em divórcio e direito de família. 

Além disso, você pode dar uma olhada, também, nos nossos outros conteúdos aqui no blog. 

VLV Advogados

Deixe uma resposta

    © Copyright VLV Advogados - Todos os direitos reservados.