ROUBO QUALIFICADO | QUAL A DIFERENÇA ENTRE SIMPLES E MAJORADO?

Entenda, aqui, o que é o crime de roubo qualificado. Além disso, veja como ele se diferencia do roubo simples e do roubo majorado

O que é roubo qualificado?
Você sabe o que é roubo qualificado?

 

O roubo qualificado é a hipótese de aumento de pena para o crime de roubo quando, de sua violência, resultar lesão grave ou morte. No entanto, nesta segunda hipótese, há o crime de latrocínio, que é considerado hediondo. Portanto, não admite pagamento de fiança, além de outras medidas.

O crime de roubo é caracterizado pela subtração de coisa alheia mediante violência e grave ameaça. Ou seja, você tira de outra pessoa um bem contra a sua vontade. Além disso, você se utiliza da violência e da ameaça para isso.

Por outro lado, o crime de roubo qualificado é a hipótese em que a pena se torna muito mais alta devido às consequências desse roubo para a vítima.

Desse modo, pensando em te ajudar, preparamos este artigo no qual você aprenderá:

O que é roubo?

Então, o roubo é o crime no qual uma pessoa subtrai coisa alheia mediante grave ameaça e violência. Assim, quando o roubo acontece nessas condições específicas, ele é chamado de roubo simples.

No entanto, existem situações que majoram a pena do roubo, ou seja, a aumentam. Por isso, nestes casos, o crime passa a ser chamado de roubo majorado.

Por fim, a pena para o roubo é a de reclusão que varia entre 4 e 10 anos, além da multa. Entretanto, se este roubo for majorado, a pena poderá sofrer aumento de ⅓ a 2/3.

O que é roubo qualificado?

Então, o roubo qualificado é a hipótese de aumento de pena quando a violência do crime gerar:

  • Lesão grave ou gravíssima;
  • Morte ( chamado de crime de latrocínio).

Assim, estas são as únicas situações nas quais o roubo será considerado qualificado, uma vez que apenas nestes casos existe uma nova pena mínima e máxima, mais gravosa que a do roubo simples. 

Além disso, é necessário chamar a atenção para os roubos cuja violência resulta na morte da vítima, uma vez que, nestes casos, o latrocínio acontece com a confirmação da morte da vítima.

Por isso, a concretização da subtração da coisa não importa para a consumação do crime, apenas a morte. 

Assim, quando a vítima não morrer por vontade alheia à sua vontade, o crime será de latrocínio tentado.

Por outro lado, se a vítima morrer em razão da grave ameaça (problemas cardíacos por exemplo), ao invés da violência, não há latrocínio. Desse modo, existe apenas o crime de roubo.

Qual a pena para o roubo qualificado?

Então, em casos nos quais a violência gera lesão grave, ou gravíssima, a pena é a reclusão de 7 a 15 anos.

Por outro lado, quando a violência gera a morte, a pena é a reclusão de 20 a 30 anos.

Nos casos de latrocínio tentado, entretanto, poderá incorrer diminuição de pena, uma vez que a vítima não foi a óbito.

Como conseguir a liberdade?

Então, para conseguir a liberdade, é imprescindível contratar um advogado especializado em direito penal, uma vez que este é o profissional mais qualificado para entender em qual possibilidade se encaixa sua situação.

Além disso, por conhecer os pormenores do processo penal, ele saberá quais as medidas e estratégias podem ser adotadas para diminuir a pena ou aumentar as chances de absolvição.

Por fim, ainda assim, você tem alguma dúvida sobre o assunto? Então, entre em contato com nossa equipe especializada em direito penal.

VLV Advogados.

Deixe uma resposta

© Copyright VLV Advogados - Todos os direitos reservados.